Seus óculos tem história
Blog 4 Eyes

Seu óculos tem história

Postado em 2 de fevereiro, 2018 por / Sem Comentários


A história dos óculos de grau

 

Os óculos de grau são utilizados por milhões de pessoas em todo o mundo. Sua principal função é permitir que um indivíduo possa enxergar melhor caso possua algum tipo de problema visual. Mas os óculos de grau nem sempre foram do jeito que conhecemos hoje. Por isso, hoje você vai conhecer a história das armações de óculos de grau.

O uso dos óculos de grau é uma saída encontrada por pessoas que enfrentam algumas doenças da visão, como miopia (não enxergar bem de longe), hipermetropia (não enxergar bem de perto) ou astigmatismo (enxergar tudo embaçado). É comum, ainda, que pessoas mais velhas comecem a fazer uso dos óculos para a leitura ou outras atividades.

Esses dispositivos surgiram há muito tempo, e há registros históricos sobre o acessório nos textos do filósofo chinês Confúcio, datados de 500 a.C. Sua forma e eficácia, porém, foram se desenvolvendo ao longo dos séculos até adquirirem as características pelas quais os reconhecemos hoje: lente e armação.

Foi no século I d.C. que surgiram as primeiras lentes corretivas, produzidas com cristais preciosos, como o berilo, e que podiam auxiliar quem sofria com o que chamamos hoje de hipermetropia.

Os óculos só iriam surgir no ano 1.000 d.C., quando o matemático árabe Alhazen desenvolveu uma teoria que falava sobre a incidência de luz em espelhos esféricos e como isso poderia interferir na visão humana.

A partir daí, muita coisa aconteceu, como a criação dos óculos unidos por rebites e com aros de ferro, assim como as experiências óticas de Robert Grosseteste e Roger Bacon, que possibilitaram a invenção dos óculos modernos.

Primeiro óculos criado da história

A produção dos óculos de graus se tornou muito popular na Europa no século XIV, mas os dispositivos só chegariam ao Brasil dois séculos mais tarde junto com os portugueses.

Outro momento histórico para os óculos de grau aconteceu em 1785, quando Benjamin Franklin inventou um acessório, conhecido como óculos bifocais, que permite enxergar bem de perto e de longe. Para isso, ele utilizou duas lentes à frente de cada olho unidas por uma armação.

Mas você sabia que nem sempre os óculos de graus possuíram armação?

 

Como surgiu a armação dos óculos de grau

Até o século XVII, as pessoas utilizavam o Pince-Nez (pinça de nariz), que era preso ao nariz por meio de uma mola, não possuía hastes e era fixado em uma pequena corrente junto à roupa; e o Lornhons, que possuía apenas uma haste lateral e não era fixado ao rosto.

a história do primeiro óculos de grau
Pince-Nez (pinça de nariz)

Os óculos de lente ganharam hastes fixas somente no século XVII, quando surgiu o modelo Numont, cujas hastes ficavam apoiadas nas orelhas. Podemos dizer que o Numont é o precursor dos óculos modernos que utilizamos hoje, com armações finas e mais leves que se tornaram muito mais confortáveis para os usuários.

óculos numont os primeiros óculos d a história
Modelo Numont

Atualmente, usar óculos de grau se tornou muito popular, sendo considerado até como acessório de moda. A vantagem é que, devido à evolução da armação dos óculos de lente, hoje é possível escolher entre inúmeros tipos e modelos, cores e tamanhos, estilos e materiais: tem óculos para todos os gostos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *